Vale a pena fazer o curso de cuidador de idosos? Quanto ganha?

Uma carreira que vem ganhando destaque no mercado de trabalho são os cuidadores de idosos. Cada vez mais, esse profissional se faz necessário e as famílias de pessoas idosas estão começando a entender o real ganho de se contratar um profissional.

Entretanto, ainda existem muitas dúvidas sobre essa profissão e as principais atribuições de um Cuidador de Idosos, com: jornada de trabalho, benefícios, entre outros fatores característicos dessa atividade. Nesse post, você vai encontrar o que faz, qual a remuneração média de um profissional dessa área, e se realmente vale a pena investir no curso de cuidador. Confira!

O que faz um cuidador de idoso?

Basicamente, esse é um profissional que tem a obrigação de garantir que todas as necessidades de um idoso sejam atendidas, de maneira segura, correta e respeitosa. Seja atividades rotineiras, como higiene, alimentação, remédios, entre outros. Até casos mais complexos como a movimentação de pessoas acamadas, fisioterapia, acompanhamento em exames e outros serviços, que podem vir a ser necessários para a manutenção do paciente.

Por ser um serviço extremamente personalizado, características como horário de serviço e tarefas vão depender muito das necessidades apresentadas pelo idoso. Com a tendência de envelhecimento da população brasileira, essa é uma profissão que vem crescendo consideravelmente, e já existente existe a previsão do aumento da demanda, por esses profissionais nos próximos anos.

Vale destacar que assim como as atividades realizadas e jornadas de trabalho são variadas, a remuneração desse cuidador também irá depender de um acordo prévio, entre a família e prestador de serviço, porque cada idoso irá demandar um tipo de serviço e uma carga horária específica.

Como se profissionalizar?

As principais características necessárias ao cuidador de idoso são: ser paciente, cuidadoso, responsável e carinho com o idoso. Além disso, instituições como o SENAC oferecem cursos de nível técnico com noções básicas de enfermagem, primeiro socorros, tratamentos e outras noções importantes para a formação prática dessa profissão.

Caso você tenha o interesse de conhecer o curso oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, o SENAC, basta buscar pelos cursos de formação livre na área da saúde ou clicar aqui.

cuidados

Vale a pena ser Cuidador de Idosos?

Quanto ganha um cuidador de idosos?

A remuneração desse profissional, como dito anteriormente, varia muito de acordo com as necessidades apresentadas pelo paciente. Afinal é isso que irá definir a jornada de trabalho, atividades a serem realizadas, nível de especialização necessária e experiência prévia que será exigida, por exemplo.

Em média, no caso de idosos que não estão muito debilitados e por isso, não apresentam a necessidade de uma acompanhamento intenso, o salário médio é entre R$ 1.000,00 e R$ 1.500,00 por mês. Entretanto, fatores como o trabalho no período noturno e o acompanhamento do idoso nos fins de semana, eventos e viagens, garantem adicionais ao valor final do salário.

Em casos de pessoas acamadas que necessitam de cuidados especializados, frequentes e que consequentemente dão mais trabalho, geralmente o salário praticado também é mais alto. Basta uma rápida pesquisa entre os profissionais da área para constatar que esses bônus por atividades fora do horário comercial e não tão rotineiras garantem uma boa parte da remuneração do cuidador.

Outro fator que influencia bastante é localização em que o cuidador e o idoso estão inseridos. Isso porque, principalmente nas grandes cidades a população acima dos 65 anos excede a demanda por profissionais. Obviamente, nesses casos, o profissional fica valorizado e seu serviço acaba se tornando mais caro. Por isso, em cidades onde o número de idosos é muito grande a tendência é que o salário para a categoria tenha uma média mais alta do que no âmbito nacional.

Vale a pena contratar um profissional?

A resposta é sim! Essa profissão vem crescendo, seja em importância ou em demanda no mercado, mas ainda é relativamente nova e por isso, passará por importantes mudanças. Com o aumento da população brasileira idosa, a tendência é que nos próximos anos haja uma valorização desse profissional, uma vez que ele será cada vez mais necessário no dia a dia da nossa sociedade.

Com isso, podemos esperar uma melhora nas condições de trabalho e até mesmo na remuneração média.

Comente aqui, qual é a sua experiência com essa profissão? Já trabalhou com isso? Está buscando um profissional dessa área? Já teve problemas com esse serviço? Vamos adorar conhecer a sua história e a sua opinião sobre o assunto.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *