O que fazer para não ficar de recuperação no final do ano

A recuperação de final de ano é o pesadelo de qualquer estudante dos ensinos Fundamental e Médio. A sensação de ter de continuar frequentando a escola, enquanto todos os amigos já estão de férias, aborrece qualquer jovem.

Entretanto, há diversos meios para evitar isso, passar para o próximo ano sem sustos e, ainda, podendo encarar os últimos dias de aula normal como se estivesse em um parque de diversões, apenas curtindo.

O que precisa ser feito, entretanto, exige empenho. Se quer mesmo saber, precisará ler todo o artigo! Confira!

Se planeje

É um erro muito comum quando somos jovens: começamos a encarar com seriedade a escola apenas em épocas de prova, muitas vezes por puro medo de não conseguir uma boa nota.

Para evitar essa prática, é recomendável se organizar e planejar seu passo-a-passo nos estudos, desde o primeiro dia em que o professor passar matéria, até a última semana de avaliações, no final do ano.

Isso soa complicado, mas é menos complexo do que parece. Para começar, defina um cronograma de atividades semanal e o tempo que gastará em cada uma delas.

Você pode, por exemplo, determinar que estudará três horas por dia, além do horário de aula normal, três vezes por semana.

Posteriormente, pode evoluir esse planejamento para o mês, o bimestre, o semestre e até o ano. Saiba dosar os períodos de concentração e foco, com os de diversão e relaxamento.

Lembre-se que ninguém fica de recuperação por causa de um desempenho ruim em apenas uma parte do percurso, mas sim, pela falta de bons resultados ao longo de todo o período letivo.

Tenha uma rotina de estudos

Depois de ter planejado as atividades que pretende se dedicar e o tempo nelas, defina as matérias e assuntos que irá estudar. Você pode dividir sua grade curricular de acordo com o seu cronograma.

Então, por exemplo, na segunda-feira você pode ficar três horas concentrado no estudo de Geografia, História e Português, dedicando uma hora para cada uma. Inclusive, essa é uma boa ideia: agrupar as disciplinas segundo suas semelhanças.

Sendo assim, na terça-feira você estudaria Matemática, Física e Geometria, que são disciplinas onde os números e o raciocínio lógico são mais demandados.

Nunca se esqueça, evidentemente, de ter períodos de descanso, se dedicando apenas ao que realmente quer fazer, seja lá o que for. Isso é tão importante para garantir a aprovação de ano, quanto o foco nos estudos.

Teste seus conhecimentos

Estudar apenas não é o bastante – apesar de ser o principal. É fundamental também que você teste os seus conhecimentos. Peça para algum parente ou amigo para te submeter a uma prova oral ou tente resolver listas de exercícios por conta própria.

Essa etapa irá mostrar o quanto você aprendeu e o que precisa melhorar. Também mostrará como poderá ser seu desempenho nas provas e trabalhos que virão pela frente.

Além de, claro, mostrar a seus amigos e pessoas próximas o quanto está se esforçando para ter melhores notas, fazendo de você um bom exemplo, uma pessoa cuja amizade é valiosa.

Concentração, foco e disciplina são três ingredientes básicos para passar de ano com tranquilidade (Foto: FreeImages.com)

Concentração, foco e disciplina são três ingredientes básicos para passar de ano com tranquilidade (Foto: FreeImages.com)

Evite distrações em época de prova

Época de prova é o período em que mais é necessária a dedicação total à escola e disciplinas. São elas que determinarão o seu destino no fim do ano: a recuperação ou o sossego

Por mais que tenha se dedicado aos estudos, se for mal na prova, nada disso terá valido a pena. É injusto de certa forma, mas é o modo como o aprendizado é medido atualmente, portanto, a concentração tem de ser absoluta.

E, por mais curioso que pareça, é justamente nessas situações que nos dá mais vontade de fazer apenas o que queremos, em detrimento do que é preciso ser feito. Afaste qualquer pensamento neste sentido.

Faça aula de reforço escolar se necessário

Apesar de ter se planejado, definido um cronograma de estudos, se focado plenamente nas matérias e evitado desperdiçar tempo e energia em atividades que pouco agregariam ao seu desempenho escolar, fazer aulas de reforço não pode ser uma possibilidade descartada.

Se perceber que, quando testou seus conhecimentos, errou mais do que acertou, principalmente em matérias específicas, pode ser que você, por conta própria, não esteja conseguindo assimilar algum conteúdo.

Com a internet, hoje, é possível conseguir reforço escolar apenas navegando em sites dedicados a EAD (Ensino à Distância), porém, peça ajuda de alguém para filtrar esses materiais, que muitas vezes podem não agregar nada.

O ideal, na verdade, é contar com a ajuda de um profissional ou adulto próximo de você (pai, mãe, tio, etc.). Solicite a ele(s) auxílio com o que tem dificuldade.

Dúvidas? Pergunte!

Não apenas durante as aulas, mas sempre que tiver alguma dúvida, pergunte. O Suba na Vida, por exemplo, é um site dedicado a esclarecer dúvidas que, por mais simples que pareçam, nos deixam inquietos.

Se você tiver qualquer pergunta para nos fazer ou gostaria que tivéssemos detalhado um item que não entrou no texto, use os comentários no fim da página para expor isso.

E por fim, saiba que estudar muito pode ser trabalhoso e nos tirar momentos de lazer, mas no final todo o esforço é recompensado. Aquele que hoje se dedica para não ficar de recuperação, é quem irá fazer nosso mundo evoluir amanhã!

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *