O que é preciso para ser trainee de uma empresa

Entre todos os meios possíveis de conseguir uma vaga de emprego em uma grande empresa, multinacional especificamente, e seguir carreira nela, ser trainee é, talvez, o mais cobiçado.

Destinado a jovens recém-formados, os programas de recrutamento de trainees costumam abrir inscrições em períodos de meio e final de ano, justamente para atrair a massa de profissionais que acabou de terminar a faculdade e busca inserção no mercado.

Saiba como se inscrever neles e o que você precisa para conseguir uma das muitas oportunidades ofertadas e, também por isso, concorridas!

Ser recém-formado

O candidato que procura entrar em uma grande empresa por meio de programas de trainee precisa, de qualquer maneira, ter acabado de se formar na faculdade.

Esses programas são voltados a profissionais em início de carreira e têm como objetivo treiná-los para serem líderes, diretores da empresa.

Apenas aqueles que se formaram há, no máximo, dois anos do ano em que foi aberto o programa podem se candidatar.

Portanto, caso se interesse em participar de um processo seletivo que procura profissionais para o início de 2016, você precisa ter se formado, no máximo, em 2014.

Ser sincero

Apenas o formulário de inscrição em um programa de trainee já mostra o quão difícil vai ser passar pelas etapas e ser contratado.

Eles são elaborados por empresas especializadas em recrutamento ou pelo departamento de RH das empresas, e buscam, logo de saída, escolher, de fato, apenas os concorrentes que tenham o perfil buscado pela corporação que abriu o processo.

Aqui é que você vai ser eliminado caso tenha se formado em 2013 e, mesmo assim, quis tentar uma chance no programa de 2016, conforme demos de exemplo no tópico anterior.

Mesmo que você minta para passar desse filtro, os profissionais que analisarem os formulários terão outros critérios para te credenciar ou não a seguir na disputa.

O nível de exigência desses programas é alto, então coisas como pouca experiência profissional acumulada (mesmo sendo você um recém-formado) ou falta de conhecimento em alguns idiomas fundamentais para uma atuação em empresa de grande porte (inglês e espanhol, principalmente), têm grandes chances de te eliminar.

Começar a carreira em uma grande empresa como trainee é a certeza de uma carreira brilhante (Foto: FreeImages.com)

Começar a carreira em uma grande empresa como trainee é a certeza de um futuro brilhante (Foto: FreeImages.com)

Ter habilidades de líder

Ao passar da fase preliminar, os concorrentes a uma vaga como trainee serão convidados para uma entrevista presencial. Na verdade, dada a quantidade de gente querendo a mesma chance, serão realizadas entrevistas em grupo e terão as famosas dinâmicas.

Uma dinâmica de grupo, basicamente, desafia os candidatos a mostrarem um pouco mais de suas facetas pessoais. Para isso, são feitas atividades de recreação, para que haja interação entre os candidatos, e um desafio é lançado.

Esse desafio, em boa parte dos casos, consiste em elaborar um projeto que poderia ser implantado na empresa pela qual concorrem a uma vaga, e apresentá-lo aos presentes.

Nessas atividades (em especial a segunda), os recrutadores vão medir habilidades interpessoais, como a capacidade de trabalhar em equipe e lidar com situações adversas.

Também analisarão até que ponto os candidatos conseguem influenciar os outros, se têm capacidade de exercer empatia (se colocar no lugar do outro), ou como se posicionam para resolver conflitos.

Essa etapa é uma das mais decisivas do processo, pois vai mostrar, mesmo que de maneira aparentemente superficial, o comportamento dos candidatos. Mais do que jovens profissionais, as empresas buscam potenciais líderes e eles se mostram em momentos assim.

Ter paciência e uma postura confiante

Classificando-se na dinâmica de grupo, o candidato é submetido a uma série de entrevistas (estas, sim, individuais), com gerentes e diretores da companhia, de áreas que ele possivelmente irá trabalhar.

A partir daqui, é feita uma filtragem mais específica, medindo habilidades técnicas, como proficiência em idiomas ou conhecimentos em aplicações de escritório (pacote Office, sendo mais específico) e softwares que serão utilizados no dia a dia do profissional.

Além disso, nessas etapas os recrutadores entendem, definitivamente, se aquele candidato sabe lidar com as atribuições da vaga e diferentes tipos de atividades que ele terá de executar caso passe e siga o caminho até se tornar o líder que se espera.

Pode ser que seja solicitada a ele, inclusive, a elaboração de alguma atividade que seja inerente às funções iniciais da trajetória dele na empresa, para medir se contratá-lo, ou não, será mesmo uma decisão acertada.

Dúvidas? Pergunte!

Conseguir uma chance como trainee é, sem dúvida alguma, algo muito difícil. Mas nem por isso aquele que busca subir na vida tem de deixar de tentar. Pelo contrário.

Grandes empresas buscam, sempre, manterem-se grandes e crescerem mais, na medida do possível. Sendo assim, profissionais com anseios progressistas, que aceitam desafios e fazem deles uma alavanca para o sucesso, são os que elas procuram.

Apenas o ato de se inscrever no programa já demonstrará a si mesmo que você é alguém disposto a passar pelo que for necessário para chegar mais longe. Acredite em seu potencial!

Caso tenha ficado alguma dúvida sobre o conteúdo, ou haja alguma questão que você gostaria de saber sobre programas de trainee, deixe um comentário! O Suba na Vida evolui quando você nos ajuda a evoluir!

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *